Seminários anteriores
O Laboratório de Pesquisas sobre Práticas de Integralidade em Saúde (LAPPIS) em parceria com o Departamento de Ações Programáticas Estratégicas (DAPES/SAS/MS) apresentam a pesquisa “Áreas programáticas e direito à saúde: construção da integralidade no contexto do apoio institucional”.

simp_dirsaude_img

O direito à saúde recebeu destaque no texto constitucional ao ser configurado como um serviço de relevância pública, que se caracteriza como essencial para o exercício de outros direitos, sobretudo o direito à vida. A Constituição consolidou demandas sociais relevantes nesta seara, a exemplo dos princípios e das regras específicas do campo da saúde, tais como descentralização, integralidade, participação, etc.

O seminário visa demonstrar que as ações em saúde, para serem participativas, devem contemplar uma multiplicidade de olhares sobre as avaliações e as decisões: ao lado do olhar do planejador, há o olhar do usuário. Esta pesquisa buscou contemplar esta variedade de perspectivas considerando as diversidades geográficas e culturais presentes nos grupos de usuários e profissionais que participam da construção da esfera pública na saúde.

cartaz_lappis

O Simpósio Atenção Básica e integralidade: limites e possibilidades das práticas avaliativas em saúde tem como eixo temático as possibilidades e limites para a construção de estudos analíticos sobre as práticas avaliativas voltadas para integralidade em saúde. A tarefa que se impõe é, a partir de uma proposta metodológica interdisciplinar sobre experiências locais de diferentes regiões do país, contribuir para construção de alternativas teóricas que sirvam de ferramentas para pensar desenhos avaliativos das práticas na efetivação do direito à saúde.Coordenadores: 
Roseni Pinheiro, Isabel Brasil e Aluisio Gomes da Silva Jr.

 

img7sem_p

O eixo temático do VII Seminário Nacional do Projeto Integralidade: Saberes e Práticas no Cotidiano das Instituições de Saúde discute o cuidado em saúde como um constructo de discursos e ações que exige o reconhecimento do ethos cultural de quem é cuidado, mediante a revalorização do diálogo entre diversidade e pluralidade. Nesse sentido, problematizar o conhecimento em saúde, sobretudo no modo como trata a questão do valor dos valores da saúde na sociedade contemporânea e as soluções de investigações a ela destinadas torna-se tarefa constitutiva da compreensão do cuidado como a principal razão pública da integralidade em saúde.

viii_imgvd_seminario

O eixo temático do VIII Seminário Nacional do Projeto Integralidade: Saberes e Práticas no Cotidiano das Instituições de Saúde - 20 anos do SUS constitucional discute novamente o cuidado na saúde, a partir da perspectiva da efetiva práxis responsável dos atores envolvidos na sua realização. A tarefa que se impõe é, a partir de estudos de experiências concretas vividas nas atividades de ensino, pesquisa e serviço, problematizar a produção de saberes e práticas dos atores envolvidos com o cuidado em saúde.

Compartilhar